Chemical composition and seasonal variations in açaí as it is consumed in the Brazilian Amazon

Chemical composition and seasonal variations of açaí.

Autores

  • Rafaella MATTIETTO Embrapa Amazônia Oriental
  • Ana Vânia CARVALHO Embrapa Amazônia Oriental
  • Nádia Elígia PARACAMPO
  • Julieta Silveira NETA Embrapa Gado de Leite

DOI:

https://doi.org/10.5016/1984-5529.2024.v52.1434

Palavras-chave:

compostos bioativos; Euterpe oleracea; processamento local; nutrição.

Resumo

O fruto do açaizeiro, espécie nativa da Amazônia, ganhou destaque no mundo em função de sua composição rica em antioxidantes. Entretanto, desde os tempos mais remotos, o açaí é considerado um alimento base para a população local, onde é encontrado em abundância. Desde populações rurais e ribeirinhas até os grandes centros urbanos da Amazônia, a polpa de açaí recém-extraída é comercializada e consumida diariamente, sendo um amplo mercado, porém ainda com poucos estudos científicos sobre os aspectos nutricionais e funcionais desse alimento de consumo direto. Dessa forma, o objetivo desse trabalho foi avaliar essas características no açaí proveniente de pontos comerciais situados em Belém-Pará, durante a safra e entressafra do fruto, ao longo de três anos. Os resultados indicaram que o açaí é um alimento de baixa acidez com lipídios como macronutriente predominante em sua composição. Embora as variações dos resultados não tenham sido significativas pelo teste estatístico Kruskal-Wallis, a análise de componentes principais mostrou variações entre safra e entressafra, entre estabelecimentos, e entre os anos estudados. Embora o açaí consumido na safra apresente teores de nutrientes relativamente maiores, principalmente de compostos bioativos, o açaí artesanal na entressafra ainda pode ser considerado um valioso alimento para compostos antioxidantes, enriquecendo a dieta regional.

Referências

Aguiar FS, Menezes V, Rogez H (2013) Spontaneous postharvest fermentation of açai (Euterpe oleracea) fruit. Postharvest Biology and Technology 86: 294-299.

Alexandre D, Cunha RL, Hubinger MD (2004) Conservação do açaí pela tecnologia de obstáculos. Ciência e Tecnologia de Alimentos 24(1):114-119.

AOAC - Official Methods of Analysis of AOAC International (2005). In: Latimer G. (ed) 18th edition. Gaithersburg: AOAC International.

Bichara CMG, Rogez H (2011) Açai (Euterpe oleracea Martius). In: Yahia EM (ed) Postharvest Biology and Technology of Tropical and Subtropical Fruits, v.2. Woodhead Publishing Series in Food Science, Technology and Nutrition. p. 1-26.

Bobinaité R, Viskelis P, Venskutonis PR (2012) Variation of total phenolics, anthocyanins, ellagic acid and radical scavenging capacity in various raspberry (Rubus spp.) cultivars. Food Chemistry 132(3): 1495-1501.

BRASIL - Diário Oficial da União (2000) Instrução Normativa n. 01 Regulamento técnico geral para fixação dos Padrões de Identidade e Qualidade para polpa de fruta. Available at: <https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/ivegetal/>. (accessed jul 01 2022).

BRASIL - Diário Oficial da União (2012) Resolução-RDC n.54 Regulamento técnico mercosul sobre informação nutricional. Available at: <http://portal.anvisa.gov.br/documents/.> (accessed jul 01 2022).

BRASIL – Diário Oficial da União (2018) Instrução Normativa n.37 Parâmetros analíticos de suco e de polpa de frutas e demais requisitos complementares aos padrões de identidade e qualidade. Available at: <https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/inspecao/produtos-vegetal/>. (accessed jul 01 2022).

Canuto GAB, Xavier AAO, Neves LC, Benassi MT (2010) Caracterização físico-química de polpas de frutos da Amazônia e sua correlação com a atividade anti-radical livre. Revista Brasileira de Fruticultura 32(4): 1196-1205.

CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento (2019) Açaí (fruto) - Análise Mensal. Available at: <https://www.conab.gov.br/info-agro/analises-do-mercado-agropecuario-e-extrativista/analises-do-mercado/historico-mensal-de-acai/item/13377-acai-analise-mensal-marco-2020> (accessed mai 20 2022).

Georgé S, Brat P, Alter P, Amiot MJ (2005) Rapid determination of polyphenols and vitamin C in plant-derived products. Journal of Agricultural and Food Chemistry 53(5): 1370–1373.

Giusti MM, Wrolstad RE (2001) Characterization and measurement of anthocyanins by UV-visible spectroscopy. Current Protocols in Food Analytical Chemistry 00: F1.2.1-F1.2.13.

Li D, Li B, Ma Y, Sun X, Lin Y, Meng X (2017) Polyphenols, anthocyanins and flavonoids contents and the antioxidant capacity of various cultivars of highbush and half-high blueberries. Journal of Food Composition and Analysis 62:84-93.

Mazza G, Miniati E (1993) Anthocyanins in fruits, vegetables, and grains. CRC Press. 384p.

NEPA - Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação (2011) Tabela brasileira de composição de alimentos. Available at: . (accessed jun 20 2022).

Neves LTB, Campos DCS, Mendes JKS, Urnhani CO, De Araujo KGM (2015) Qualidade de frutos processados artesanalmente de açaí (Euterpe oleracea MART.) e bacaba (Oenocarpus bacaba MART.). Revista Brasileira de Fruticultura 37(3):729-738.

Pacheco-Palencia LA, Mertens-Talcott SU, Talcott ST (2010) In vitro absorption and antiproliferative activities of monomeric and polymeric anthocyanin fractions from açai fruit (Euterpe oleracea Mart.). Food Chemistry 119(3): 1071-1078.

PARÁ – Diário Oficial do Estado (2012) Decreto n.326 Requisitos higiênico-sanitários para a manipulação de Açaí e Bacaba por batedores artesanais, de forma a prevenir surtos com Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) e minimizando o risco sanitário, garantindo a segurança dos alimentos. Available at: <https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=148207> (accessed jun 10 2022).

Pepper LG, Alves LFN (2015) Açaí ribeirinho no mercado global: adicionando valor para garantir renda duradoura para agroextrativistas no estuário Amazônico. Cadernos de Agroecologia, 10. Available at: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/19995> (accessed jun 11 2022).

Petruk G, Illiano A, Giudice RD, Raiola A, Amoresano A, Rigano MM, Piccoli R, Monti DM (2017) Malvidin and cyanidin derivatives from açai fruit (Euterpe oleracea Mart) counteract UV-A-induced oxidative stress in immortalized fibroblasts. Journal of Photochemistry and Photobiology B: Biology 172:42-51.

Rogez H, Pompeu DR, Akwie SNT, Larondelle Y (2011) Sigmoidal kinetics of anthocyanin accumulation during fruit ripening: A comparison between açai fruits (Euterpe oleracea) and other anthocyanin-rich fruits. Journal of Food Composition and Analysis 24: 796-800.

Rufino MSM, Alves RE, Brito ES, Perez-Jiménez J, Saura-Calixto F, Mancini-Filho J (2010) Bioactive compounds and antioxidant capacities of 18 non-tradicional tropical fruits from Brazil. Food Chemistry 121(4): 996-1002.

Salisbury FB, Ross CW (1991) Plant Physiology. Wadsworth Publishing Co. 1991. 481p.

Santos JC, Rocha CIL, Santos AP, Sena ALS, Mattietto RA, Elleres AS (2014) Descrição da cadeia produtiva do açaí na Amazônia. In: Santana AC (ed) Mercado, cadeia produtiva e desenvolvimento rural na Amazônia. UFRA. p. 141-164.

Singleton VL, Rossi JA (1965) Colorimetry of total phenolics with phosphomolybidic-phosphotungstic acid reagent. American Journal of Enology and Viticulture 16: 144-158.

Torma PCMR, Brasil AVS, Carvalho AV, Jablonski A, Rabelo TK, Moreira JCF, Gelain DP, Flôres SH, Augusti PR, Rios AO (2017) Hydroethanolic extracts from different genotypes of açaí (Euterpe oleracea) presented antioxidant potencial and protectes human neuron-like cells (SH-SY5Y). Food Chemistry 222: 94-104.

Yamaguchi KKL, Pereira LFR, Lamarão CV, Lima ES, Veiga-Junior V (2015) Amazon acai: Chemistry and biological activities: A review. Food Chemistry 179: 137-151.

Downloads

Publicado

13/04/2024

Como Citar

MATTIETTO, R.; CARVALHO, A. V.; PARACAMPO, N. E. .; SILVEIRA NETA, J. Chemical composition and seasonal variations in açaí as it is consumed in the Brazilian Amazon: Chemical composition and seasonal variations of açaí. Científica, Dracena, SP, v. 52, 2024. DOI: 10.5016/1984-5529.2024.v52.1434. Disponível em: https://cientifica.dracena.unesp.br/index.php/cientifica/article/view/1434. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Ciência e Tecnologia de Alimentos - Food Science and Tecnology