Sobre a Revista

FOCO E ESCOPO

A Científica: Revista de Ciências Agrárias (ISSN 1984-5529) é uma revista de acesso aberto, com periodicidade trimestral, dedicada à divulgação de artigos científicos, notas científicas e revisões bibliográficas inéditas, revisados por corpo editorial qualificado, que contribuam para a expansão do conhecimento nas subáreas das Ciências Agrárias relacionadas à Agronomia/Engenharia Agronômica, Engenharia Agrícola, Zootecnia, Economia Rural, Agronegócio e demais subáreas correlatas. A revista publica artigos em português, espanhol e em inglês, porém, os autores são estimulados a publicarem em inglês.  

PERIODICIDADE

A Científica: Revista de Ciências Agrárias é uma revista com periodicidade trimestral (quatro números por ano).

POLÍTICA EDITORIAL

Priorizam-se para publicação as contribuições destinadas a divulgar resultados de pesquisa original, que possam ser reproduzidos e generalizados (artigo científico) e que não tenham ainda sido publicadas, exceto em forma preliminar (Resumos em eventos científicos).

Também são publicados artigos na forma de nota científica e de revisão bibliográfica. Entende-se como nota científica, artigo que descreva de forma concisa, mas completa, uma pesquisa limitada, que não poderá ser incluída em artigo científico a ser publicado. A nota científica deve estar documentada por referências e deve conter a descrição dos procedimentos experimentais empregados. Uma nota científica poderá ser também o relato de fatos científicos ou técnicos relevantes, obtidos por meio de preceitos científicos, que possam sugerir novas investigações. Poderá ser, também, a descrição de variedades ou de espécies botânicas ou animais de interesse agronômico ou zootécnico. Um artigo de revisão bibliográfica deve ter como objetivo apresentar de forma crítica e não apenas descritiva, o estado da arte de uma das áreas ou subáreas específica das Ciências Agrárias. Por isso, um artigo de revisão bibliográfica só será submetido por convite da Comissão Editorial da revista a um autor especialista na área.

Todo trabalho que estiver de acordo com a política editorial da revista será submetido à Comissão Editorial para consideração de seu mérito. Para avaliação, serão indicados revisores de reconhecida competência no tema do trabalho.

Mantém-se o anonimato dos autores e dos revisores durante todo o processo de avaliação e o anonimato dos revisores também após a publicação do manuscrito como artigo científico.

a) Processo de Avaliação dos Manuscritos

Primeiramente, todos os artigos recebidos são avaliados pelo Editor-Chefe. O processo de avaliação é iniciado quando o manuscrito é aprovado nos critérios de pré-seleção. Para avaliar a qualidade dos manuscritos, antes de serem publicados, a revista adota a revisão por pares duplo-cego.  Assim, o manuscrito é encaminhado a um Editor de Seção de acordo com sua área de submissão, que escolherá pelo menos dois especialistas já cadastrados na Científica, para avaliar o manuscrito.

As avaliações dos pareceristas são enviadas ao Editor de Seção que entra em contato com o autor de correspondencia para fazer correções quando necessário. Após aceitação pelos revisores e Editor de Seção o manuscrito é encaminhado ao Editor-Chefe para aceitação final e revisão de idioma (inglês, português ou espanhol), quando enviado ao editor de layout. Ao receber os argumentos e correções dos Revisores ad hoc, é permitido aos autores do manuscrito contra-argumentar as notas feitas pelos Revisores ad hoc, via sistema eletrônico da revista.

Os revisores são pesquisadores independentes especializados na área da pesquisa do manuscrito e avaliam os manuscritos submetidos quanto à sua originalidade, validade e significância. Os revisores não conhecem os nomes ou filiações dos autores e os relatórios dos revisores recebidos pelos autores são anônimos. Os revisores contribuem à melhoria da qualidade dos manuscritos e auxiliam os editores a decidirem se o manuscrito deve ser publicado.

A Revista possui uma abrangente lista de revisores, que residem tanto no Brasil, quanto no exterior, nas seguintes áreas de concentração: Agronomia/Engenharia Agronômica, Engenharia Agrícola e Zootecnia e demais subáreas correlatas.

b) Ética e Prática de Má Conduta de Publicação

A revista Científica é construída de acordo com base nas diretrizes do Código de Conduta da Comissão de Ética em Publicações (COPE) disponíveis em www.publicationethics.org e orientações da Cambridge University Press

(https://www.cambridge.org/core/about/ethical-standards).

O ato de publicar um artigo revisado por pares é responsabilidade de todas as partes envolvidas no mesmo (editor, editores, autores e revisores), de modo que o desenvolvimento de uma rede coerente e respeitada de conhecimento é essencial e é um reflexo direto da qualidade de trabalho de todas as partes.

Responsabilidades da revista

Autonomia de decisões editoriais, de forma que publicidade ou outras receitas comerciais não têm impacto ou influência nas decisões editoriais. Garantia e proteção da propriedade intelectual e dos direitos de autor. Tomar providências apropriadas (correção, errata ou mesmo retração) em casos de comprovada falta de conduta científica, publicação fraudulenta ou plágio.

 Responsabilidades dos editores

Atuar de forma equilibrada, objetiva e justa no desempenho de suas funções esperadas, sem discriminação em razão do gênero, orientação sexual, crenças religiosas ou políticas, origem étnica ou geográfica dos autores.

Para lidar com submissões de suplementos patrocinados ou edições especiais da mesma forma que outras submissões, de modo que os artigos sejam considerados e aceitos unicamente em seu mérito acadêmico e sem influência comercial.

Adotar e seguir procedimentos razoáveis em caso de reclamações de natureza ética ou de conflito, de acordo com as políticas e procedimentos da Sociedade, quando apropriado. Dar aos autores uma oportunidade razoável de responder a qualquer reclamação. Todas as reclamações devem ser investigadas, independentemente de quando a publicação original foi aprovada. A documentação associada a essas reclamações devem ser mantidas.

Decisão de publicação baseada em uma análise intelectual do manuscrito e uma análise crítica dos relatórios dos revisores. 'Fair play' na avaliação do manuscrito, apenas por critérios intelectuais. Manter a confidencialidade da informação sobre autores e conteúdo de manuscrito.

Divulgação e Conflitos de Interesse orientados de acordo com as diretrizes da COPE (https://publicationethics.org/files/u7141/1999pdf13.pdf).

Responsabilidades dos autores

Manter registros precisos dos dados associados ao manuscrito submetido e fornecer ou proporcionar acesso a esses dados, mediante solicitação razoável. Quando apropriado e onde permitido pelo empregador, pelo órgão de financiamento e outros que possam ter interesse, depositar os dados em um repositório ou local de armazenamento adequado, para compartilhamento e uso posterior por outros.

Confirmar/afirmar que o manuscrito como submetido não está sob consideração ou aceito para publicação em outro lugar. Onde partes do conteúdo se sobrepõem ao conteúdo publicado ou enviado, para reconhecer e citar essas fontes. Além disso, fornecer ao editor uma cópia de qualquer manuscrito submetido que possa conter conteúdo sobreposto ou estreitamente relacionado.

Confirmar que todo o trabalho do manuscrito submetido é original e reconhecer e citar conteúdo reproduzido de outras fontes. Para obter permissão para reproduzir qualquer conteúdo de outras fontes.

Os autores devem assegurar que quaisquer estudos envolvendo seres humanos ou animais estejam em conformidade com as leis e requisitos nacionais, locais e institucionais (por exemplo, WMA Declaration of Helsinki, Política NIH sobre Uso de Animais de Laboratório, EU Directive on Use of Animals) e confirme se a aprovação foi solicitada e obtido quando apropriado. Os autores devem obter permissão expressa de seres humanos e respeitar sua privacidade.

Declarar qualquer potencial conflito de interesses (por exemplo, quando o autor tiver um interesse concorrente (real ou aparente) que possa ser considerado ou visto como exercendo uma influência indevida sobre seus deveres em qualquer estágio durante o processo de publicação).

Notificar prontamente o editor ou editor da revista se um erro significativo em sua publicação for identificado. Cooperar com o editor e o editor para publicar uma errata, adendo, retificação ou retrair o documento, quando isso for considerado necessário.

Originalidade dos resultados e nenhum plágio no manuscrito.

Garantir que o manuscrito não seja uma publicação múltipla, redundante ou concorrente.

Reconhecimento de Fontes deve ser devidamente dado.

A autoria do Manuscrito deve ser limitada àqueles que fizeram uma contribuição significativa para a concepção, desenho, execução e / ou interpretação da pesquisa relatada. Os perigos e os assuntos humanos ou animais devem ser indicados. Divulgação e Conflitos de Interesse orientados de acordo com as diretrizes da COPE (https://publicationethics.org/files/u7141/1999pdf13.pdf).

Responsabilidades dos revisores

Contribuir para o processo de tomada de decisão e auxiliar na melhoria da qualidade do artigo publicado, revisando o manuscrito objetivamente, em tempo hábil.

Prontidão em aceitar ou rejeitar o convite como árbitro. Manter a confidencialidade da informação sobre autores e conteúdo de manuscrito.

Os padrões de objetividade devem ser seguidos, de modo que as revisões devem ser conduzidas objetivamente, sem críticas pessoais (que é inaceitável) e nas formas em que os pontos de vista do árbitro devem ter argumentos de apoio.

Alertar o editor para qualquer conteúdo publicado ou enviado que seja substancialmente similar àquele em revisão.

Estar ciente de quaisquer potenciais conflitos de interesses (financeiros, institucionais, colaborativos ou outros relacionamentos entre o revisor e o autor) e alertar o editor para estes, se necessário, retirando seus serviços para aquele manuscrito.

Procedimentos para lidar com comportamento antiético

Identificação de comportamento antiético

Má conduta e comportamento antiético podem ser identificados e trazidos à atenção do editor e editor a qualquer momento, por qualquer pessoa.

Má conduta e comportamento antiético podem incluir, mas não se limitam aos exemplos como descritos acima.

Quem quer que informe o editor ou editor de tal conduta deve fornecer informações e evidências suficientes para que uma investigação seja iniciada. Todas as alegações devem ser levadas a sério e tratadas da mesma maneira, até que uma decisão ou conclusão bem-sucedida seja alcançada.

Investigação

Uma decisão inicial deve ser tomada pelo editor, que deve consultar ou buscar orientação do editor, se apropriado.

As evidências devem ser coletadas, evitando, ao mesmo tempo, espalhar quaisquer alegações além daquelas que precisam ser informadas.

Pequenas violações

Uma má conduta menor pode ser tratada sem a necessidade de consultar mais amplamente. Em qualquer caso, o autor deve ter a oportunidade de responder a quaisquer alegações.

Violações sérias

Uma falta grave pode exigir que os empregadores do acusado sejam notificados. O editor, em consulta com a editora ou a Sociedade, conforme apropriado, deve tomar a decisão de envolver ou não os empregadores, seja examinando as evidências disponíveis ou consultando outras consultas com um número limitado de especialistas.

Resultados

Em ordem crescente de gravidade; podem ser aplicados separadamente ou em conjunto.

  • Informar ou educar o autor ou revisor onde parece haver um mal-entendido ou má aplicação de padrões aceitáveis.
  • Uma carta com palavras mais fortes para o autor ou revisor que cobre a má conduta e como um aviso para o comportamento futuro.
  • Publicação de um aviso formal detalhando a má conduta.
  • Publicação de um editorial detalhando a má conduta.
  • Uma carta formal para o chefe do departamento do autor ou revisor ou agência de financiamento.
  • Retratação ou retirada formal de uma publicação da revista, em conjunto com a informação do chefe do departamento de autor ou revisor, serviços de Abstracting & Indexing e os leitores da publicação.
  • Imposição de um embargo formal às contribuições de um indivíduo por um período definido.
  • Relatar o caso e o resultado a uma organização profissional ou autoridade superior para investigações e ações adicionais.

POLÍTICA DE ACESSO LIVRE

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização do conhecimento.

ARQUIVAMENTO

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS (https://www.lockss.org/community/publishers-titles-gln/) para criar um sistema de arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração.

PATROCINADORES

Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Unesp

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq

HISTÓRICO DO PERIÓDICO

A Científica foi criada em 1979 pela fusão entre a Científica, revista de Agronomia, criada em 1974 no Câmpus de Jaboticabal - Unesp, com a revista Botucatu Científica produzida no Câmpus de Botucatu - Unesp para tornar-se a revista de Agronomia da Universidade Estadual Paulista - Unesp, passando a intitular-se apenas Científica. No período de 1980 a 2002, fez parte das publicações da Fundação Editora da Unesp, em São Paulo. Em 2003, voltou a ser publicada no Câmpus de Jaboticabal da Unesp, e com o fim de ampliar seu escopo editorial, ganhou novo formato e passou a publicar também artigos da área de Zootecnia, passando a ser intitulada Científica: Revista de Ciências Agrárias.

Até o volume 32, número 1, de 2004, os fascículos foram publicados unicamente na forma impressa e a partir do volume 32, número 2, de 2004 e até o volume 34, número 1, de 2006, os fascículos estão disponibilizados também na forma eletrônica online. A partir do volume 34, número 2, de 2006, somente a forma eletrônica online está disponível.

Em 2009, aderiu ao OJS - Open Journal System - disponibilizando, desde o volume 32, número 2, de 2004, de forma gratuita e sem restrição de acesso, os artigos publicados em sua página eletrônica na internet. Em 2021, a revista migrou para o Câmpus de Dracena – Unesp. O tempo em que esteve em Jaboticabal, a revista foi administrada e publicada pela Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e Extensão (FUNEP).