Avaliação agronômica e de sanidade em genótipos de milho no sul do Tocantins, em duas épocas de semeadura

Autores

  • Edmar Vinícius de Carvalho Universidade Federal do Tocantins
  • Flávio Sérgio Afférri UFT
  • Michel Antonio Dotto UFT
  • Átila Reis da Silva UFT
  • Aurélio Vaz de Melo UFT
  • Rodrigo Bruschi Capellesso UFT

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2010v38n1/2p39%20-%2049

Palavras-chave:

produtividade, doenças, pragas, híbridos, introdução

Resumo

Através das pesquisas desenvolvidas por meio de instituições idôneas é possível recomendar grupos de cultivares de milho, ou qualquer outra cultura, mais adaptados à determinada região. Com esse intuito foi realizada a avaliação de 27 cultivares comerciais de milho plantados em duas épocas (começo de dezembro e final de janeiro) quanto a produtividade, a incidência de doenças e o ataque da lagarta do cartucho no município de Gurupi-TO. O experimento foi instalado no Campus Universitário de Gurupi da Universidade Federal do Tocantins, localizado no sul do Estado do Tocantins. A colheita da primeira época de plantio aconteceu no dia 17 de março de 2009 e a da segunda época 21 de abril de 2009. Os caracteres avaliados foram: Altura de plantas; Altura da inserção da primeira espiga; Diâmetro de espiga; Comprimento de espiga; Peso da espiga com palha; Produtividade de grãos; Severidade de doenças e Avaliação do Ataque da Lagarta do Cartucho (AALC). As doenças e o ataque da lagarta do cartucho, ocorridos durante os experimentos não afetaram de maneira negativa a produtividade. Na primeira época, plantio realizado em dezembro/2008, as cultivares comerciais tiveram a maior produtividade.

Arquivos adicionais

Publicado

17/08/2011

Edição

Seção

Fitotecnia - Crop Production