Deficiências de macronutrientes no estado nutricional da aveiapreta cultivar comum

Autores

  • Danilo Eduardo Rozane
  • Renato de Mello Prado
  • Liliane Maria Romualdo

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2008v36n2p116%20-%20122

Resumo

A aveia-preta é uma cultura amplamente cultivada no Brasil, seja como forrageira, seja como cobertura morta, entretanto há poucos trabalhos sobre a nutrição da planta. Assim, este trabalho objetivou avaliar o efeito da deficiência de N, P, K, Ca, Mg e S na aveia-preta (Avena strigosa Schreber) cultivar Comum, sob o crescimento, produção de matéria seca e no teor e acúmulo de nutrientes da planta, além da sintomatologia visual de desordem nutricional. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com sete tratamentos, que corresponderam à solução completa Hoagland & Arnon (macro e micronutrientes) e a omissão individual de N, P, K, Ca, Mg e S em três repetições. A omissão de N, P, K e Mg foram as que mais limitaram o crescimento e a produção de matéria seca da aveia-preta. O teor de nutrientes, na parte aérea, das plantas de aveia-preta do tratamento completo e da omissão, foi, respectivamente: N = 39,2 e 10,9; P = 8,0 e 1,0; K = 73,8 e 17,6; Ca = 9,5 e 1,7; Mg = 2,7 e 0,7; S = 3,0 e 2,1 g.kg-1. A deficiência induzida de cada nutriente diminuiu sua absorção pelas plantas e, conseqüentemente, houve alterações morfológicas, traduzidas como sintomas característicos de deficiência de cada nutriente.

Palavras-chave adicionais: Avena strigosa Schreber; diagnose visual; nutrição; sintomas de deficiência; solução nutritiva.

Edição

Seção

Melhoramento Genético Animal - Animal Breeding