Florescimento de Limeira-ácida ‘Tahiti' submetida a estresse hídrico e tratada com paclobutrazol

Autores

  • Maria do Céu Monteiro da Cruz xxxxx
  • Dalmo Lopes de Siqueira xxxxxx
  • Luiz Carlos Chamhum Salomão xxxxx
  • Paulo Roberto Cecon xxxxxxxx

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2009v37n2p53%20-%2060

Resumo

O paclobutrazol (PBZ) foi aplicado em plantas de limeira-ácida ‘Tahiti' com o objetivo de verificar seus efeitos sobre o florescimento, quando aplicado em plantas induzidas e não induzidas ao florescimento mediante a aplicação do estresse hídrico. As plantas estavam enxertadas sobre o limoeiro ‘Cravo', culti­vadas em vasos de cinco litros, em câmara de crescimento sob temperatura controlada (28 ºC dia/ 18 ºC noite), e fotoperíodo de 16 horas de luz, com fluxo de fótons fotossintético (FFF) de aproximadamente 170 µmol m-2 s-1. Após, foram transferidas para as condições naturais com temperaturas variando de 28,41 ºC (máxima) e 21 ºC (mínima) e FFF médio de 327 a 850 µmol m-2 s-1. As concentrações do PBZ aplicadas ao substrato aumentam o número de flores da limeira-ácida ‘Tahiti' nas plantas irrigadas e submetidas ao estresse hídrico em 137% e 371%, respectivamente, quando comparadas ao número de flores emitidas pelas plantas-testemunha. O número de brotações e flores emitidas pela limeira-ácida ‘Tahiti' é maior quando submetida ao estresse hídrico.

 

Palavras-chave adicionais: Citrus latifólia; fitorreguladores; estresse hídrico; indução floral.

Edição

Seção

Melhoramento Genético Animal - Animal Breeding