Tolerância salina em quatro variedades botânicas de Stylosanthes guianensis

Autores

  • Maria Lidia Stipp Paterniani
  • Adriana Gonela
  • Teresinha de Jesus Deléo Rodrigues
  • Eliana Gertrudes Macedo Lemos

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2006v34n1p99%20-%20106

Resumo

O estudo de variedades botânicas de Stylosanthes guianensis (canescens, microcephala, pauciflora e vulgaris), durante a germinação e o crescimento inicial, objetivou caracterizar as variedades com relação à tolerância ao NaCl. Durante a germinação, as sementes foram submetidas a soluções de NaCl em um gradiente que variou de zero a 268 mmol L-. Foram analisadas a porcentagem e a velocidade de germinação. Durante o crescimento inicial, as plântulas desenvolveram-se em soluções nutritivas, em seis concentrações de moléculas de NaCl (0, 40, 60, 80 e 20 mmol L-). A variedade pauciflora apresentou maior tolerância ao NaCl durante a germinação. O NaCl foi altamente tóxico às sementes, e as variedades apresentaram uma ampla variabilidade genética deste caráter. Durante o crescimento inicial, as quatro variedades foram suscetíveis às doses de NaCl.Palavras-chave adicionais: estilosantes; germinação; crescimento inicial; leguminosa forrageira.

Publicado

03/04/2008

Edição

Seção

Zootecnia - Animal Production