Modificações no solo por práticas agrícolas

Autores

  • Gustavo Adolfo de Freitas Fregonezi Universidade Estadual de Londrina - UEL
  • Carlos Roberto Espindola

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2013v41n1p52-63

Palavras-chave:

estrutura, porosidade, matéria orgânica, plantio direto, cana-de-açúcar.

Resumo

As mudanças no cenário agrícola e mundial têm exigido a adoção de manejos que minimizem os impactos ambientais, além de proporcionar maior produtividade, atendendo à demanda por alimentos e energia futura. O estudo foi realizado no ano de 2002, na região norte do Estado do Paraná (município de Rolândia).  Empregou-se o perfil cultural para amostrar e avaliar as modificações. Nas “unidades morfologicamente homogêneas” identificadas nos perfis foram retiradas amostras para densidade de partículas, densidade do solo, porosidade total e teor de carbono orgânico. As principais modificações encontradas restringiram-se aos primeiros 0,45 m da superfície, sendo que o sistema de cultivo contínuo com cana-de-açúcar e o sistema plantio direto apresentaram redução de 15 a 20% na porosidade do solo. O sistema plantio direto devolve ao solo quantidades mais apreciáveis de carbono do que o sistema convencional. O método do perfil cultural permitiu a percepção das principais alterações encontradas nos tratamentos. 

Publicado

02/07/2013

Edição

Seção

Solos e Nutrição de Plantas - Soils and Plant Nutrition