Frações de nitrogênio em caldos de cultivares precoces de cana-de-açúcar

Autores

  • Joana Diniz Silva Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Hélio Francisco Silva Neto Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Luiz Carlos Tasso Júnior Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Marcos Omir Marques Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2012v40n2p173%20-%20178

Palavras-chave:

levedura, Saccharum spp, variedades

Resumo

A caracterização e a quantificação das frações nitrogenadas presentes no caldo de diferentes cultivares de cana-de-açúcar podem facilitar a identificação à maior aptidão industrial para a produção de açúcar (baixos teores de nitrogênio), etanol e cachaça (altos teores de nitrogênio).  Este trabalho tem como objetivo quantificar as frações de nitrogênio em caldo de seis cultivares precoces de cana-de-açúcar. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com parcelas subdividas, e três repetições. Foram avaliadas seis cultivares de cana-de-açúcar (IACSP93-3046, SP80-1842, SP91-1049, CTC 7, CTC 16 e CTC 9), em 5 diferentes épocas (0; 28; 69; 112 e 154 dias), durante o ano agrícola de 2010/2011. Após a extração do caldo, foram determinadas as frações nitrogenadas presentes no caldo: amoniacal, total e não proteica. O nitrogênio proteico e o amínico foram estimados por meio de cálculos. Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância (teste F). Quando houve significância pelo teste F, as médias foram comparadas pelo teste de Tukey, ao nível de 5% de probabilidade. As épocas de coleta apresentaram maior influência nos teores das frações nitrogenadas no caldo do que as cultivares. A cultivar SP80-1049 apresentou as maiores frações nitrogenadas dentro das épocas estudadas, indicando sua maior propensão para a industrialização via fermentativa.

Biografia do Autor

Joana Diniz Silva, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Departamento de Tecnologia.

Laboratório de Tecnologia do Açúcar e do Álcool

Hélio Francisco Silva Neto, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Departamento de Tecnologia.

Laboratório de Tecnologia do Açúcar e do Álcool

Luiz Carlos Tasso Júnior, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Departamento de Tecnologia.

Laboratório de Tecnologia do Açúcar e do Álcool.

Marcos Omir Marques, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Departamento de Tecnologia.

Laboratório de Tecnologia do Açúcar e do Álcool.

Publicado

22/11/2012

Edição

Seção

Ciência e Tecnologia de Alimentos - Food Science and Tecnology