Substratos, recipientes e concentrações de fertilizante orgânico na estaquia de Lippia alba (Mill.), Ocimum gratissimum L. e Mikania laevigata Sch. Bip.

Autores

  • Cristina Batista de Lima Universidade Estadual do norte do Paraná, Campus Luiz meneghel
  • Ana Cláudia Boaventura Universidade Estadual do norte do Paraná, Campus Luiz meneghel
  • Adélcio de Paula Jorge Universidade Estadual do norte do Paraná, Campus Luiz meneghel

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2013v41n2p199-208

Resumo

A propagação vegetativa por estaquia de Lippia alba (erva-cidreira), Ocimum gratissimum (alfavaca-  -cravo) e Mikania laevigata (guaco) foi analisada quanto ao efeito de diferentes recipientes (exceto M. laevigata), substratos e concentrações de fertilizante orgânico. Estacas das referidas plantas permaneceram imersas por quinze minutos em soluções, nas concentrações de 0; 12,5; 25 e 50%, do fertilizante orgânico Evolust Super Aminos®, sendo a seguir plantadas em sacos plásticos e bandejas de isopor, previamente preenchidos com quatro composições de substratos preparados com húmus, solo de textura argilosa, areia, palha de café e torta de filtro de cana-de-açúcar. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4x4x2 (quatro composições de substratos; quatro concentrações do fertilizante orgânico e dois tipos de recipientes), para L. alba e O. gratissimum. O esquema fatorial 4x4 foi adotado para M. laevigata. Foram determinadas as caracte-rísticas: percentual de enraizamento, comprimento da parte aérea, da maior raiz (cm) e massas das matérias frescas e secas (g). A combinação sacos plásticos preenchidos com o substrato à base de húmus, solo e areia foram adequados para L. alba e O. gratissimum, entretanto o  substrato propor-cionado com maior quantidade de palha de café, torta de filtro e areia pode ser empregada para produção de mudas de M. laevigata. A influência do fertilizante orgânico variou conforme a espécie, sendo negativa para O. gratissimum e eficiente na concentração de 12,5% para L. alba e M. laevigata.

Biografia do Autor

Cristina Batista de Lima, Universidade Estadual do norte do Paraná, Campus Luiz meneghel

Professor adjunto do Setor de Produção Vegetal do Centro de ciências Agrárias da Universidade Estadual do norte do Paraná, Campus Luiz meneghel

Ana Cláudia Boaventura, Universidade Estadual do norte do Paraná, Campus Luiz meneghel

Discente do curso de agronomia; bolsista da fundação araucária.

Adélcio de Paula Jorge, Universidade Estadual do norte do Paraná, Campus Luiz meneghel

Discente do curso de agronomia; bolsista do CNPq

Publicado

29/10/2013

Edição

Seção

Fitotecnia - Crop Production