Eficiência de cianamida hidrogenada, espalhante adesivo e torção de ramos para a quebra de dormência de gemas da videira cv. Itália no Vale do São Francisco

Autores

  • Patrícia Coelho de Souza Leão
  • Emanuel Elder Gomes da Silva

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2005v33n2p172%20-%20177

Resumo

Em condições de clima tropical, como as do Vale do São Francisco, região Nordeste do Brasil, a videira apresenta dormência de gemas e forte dominância apical. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a eficiência da aplicação de cianamida hidrogenada e espalhante adesivo, e da prática de torção de ramos, sobre a quebra de dormência de gemas, a produção e a qualidade de frutos da videira cv. Itália nas condições do Vale do São Francisco. Um experimento foi conduzido em Petrolina (PE), durante dois ciclos de produção (200-2002), e os tratamentos consistiram de – T: Testemunha; T2: H2CN2 2,45%; T3: H2CN2 2,94%; T4: H2CN2 3,43%; T5: H2CN2 2,94% + espalhante adesivo, e T6: H2CN2 2,45% + torção dos ramos, em delineamento experimental de blocos ao acaso, com quatro repetições. Os resultados evidenciaram que a cianamida hidrogenada, independentemente da concentração utilizada, aumentou a porcentagem de brotação e a fertilidade de gemas, com incrementos de 68% e 84% na produção, respectivamente, no º e 2º ciclos de produção. Não houve efeito significativo sobre o tamanho das bagas, os teores de açúcares e a acidez dos frutos, assim como na antecipação da colheita. Não houve resposta ao uso conjunto com espalhante adesivo.Palavras-chave adicionais: produção; qualidade.

Publicado

16/04/2008

Edição

Seção

Zootecnia - Animal Production