O teste de envelhecimento acelerado com solução salina saturada parece ter ação muito fraca na germinação de sementes de cenoura (Daucus carota L.), alface (Lactuca sativa L.) e brócolis (Brassica oleracea var. italica Plenck).

Autores

  • Flavia Cecilio Ribeiro
  • Nelson Moreira de Carvalho

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2005v33n2p208%20-%20212

Resumo

Foi pesquisada a eficiência do envelhecimento acelerado com solução salina saturada (SSAA) em sementes de alface, cenoura e brócolis, em comparação com o método tradicional de envelhecimento. Os sais empregados foram KCl e NaCl. A solução de KCl permitiu o controle da umidade relativa dentro da câmara interna até valores de cerca de 86%, e a de NaCl, até cerca de 76%. No método tradicional, o controle da umidade relativa do ar dentro da câmara interna foi obtido com água pura. A temperatura dentro da câmara de envelhecimento esteve em torno de 45 °C, e os períodos de tempo a que as sementes foram expostas a essas condições foram 0, 2, 24, 36, 48, 60, 72, 84, 96, 08 e 20 horas. Os resultados foram avaliados em termos de teor de água e germinação. Os resultados indicam que as soluções saturadas de NaCl ou KCl não parecem ser métodos capazes de reduzir a germinação de sementes de cenoura, alface e brócolis até valores suficientes para permitir a comparação entre lotes. Por outro lado, o método tradicional não reduziu a germinação a valores potencialmente capazes de discriminar lotes de sementes. Palavras-chave adicionais: testes de vigor.

Publicado

16/04/2008

Edição

Seção

Zootecnia - Animal Production