Interferência do sistema de cultivo, radiação UV-C e método de secagem na qualidade da farinha de subprodutos de uva

Autores

  • Leilane Demito Lopez Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Ellen Porto Pinto Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).
  • Bruna Raquel Börger Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).
  • Kelen Fabiana Cavalli Kaipers Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).
  • Luciano Lucchetta Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).
  • Ivane Benedetti Tonial UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ - UTFPR

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2017v45n4p347-354

Resumo

Objetivou-se neste estudo investigar a influência dos sistemas de produção agrícola (orgânico e convencional), da radiação UV-C e tipo de secagem (estufa e liofilização) na composição química e físico-química de resíduos de uva e da farinha formulada a partir destes resíduos. Para isso parte das amostras de resíduos de uva Vitis labrusca, cv. ‘Concord’ (safra 2011/2012) foram expostas ao estresse abiótico por radiação UV-C para posterior avaliação. Para obtenção da farinha foram utilizados dois métodos de secagem: Estufa e liofilização. As amos­tras de resíduos e de farinha foram avaliadas quanto aos parâmetros físico-químicos (umidade, pH, acidez, cin­zas, proteína e fibra bruta), compostos fenólicos, atividade antioxidante e antocianinas totais. Os resultados mos­traram que para os parâmetros físico-químicos não foram observadas grandes variações de valores entre as formas de cultivo (orgânico e convencional), radiação e método de obtenção da farinha (estufa e liofilização). A liofilização proporcionou menores perdasdos níveis de compostos fenólicos. A aplicação de radiação UV-C influenciou nos teores de antocianinas e compostos fenólicos para a maioria dos tratamentos e a farinha proveniente do sistema de cultivo orgânico apresentou maior atividade antioxidante.

Publicado

07/11/2017

Edição

Seção

Ciência e Tecnologia de Alimentos - Food Science and Tecnology