Segregação física e química de fertilizantes formulados

Autores

  • José Carlos Feltran .
  • Juliano Coruli Corrêa .
  • Sandro Roberto Brancalião .
  • Roberto Lyra Villas Boas .

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2006v34n2p188%20-%20196

Resumo

A utilização de fertilizantes formulados é a principal forma de adubação de semeadura no Brasil, porém a qualidade dos formulados e a ocorrência de segregação podem alterar as quantidades aplicadas. O trabalho objetivou avaliar a segregação física e química de fertilizantes formulados na adubação de semeadura, sob sistema de semeadura direta. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, disposto em arranjo fatorial 4x6, sendo quatro fertilizantes formulados e seis coletas, com três repetições. Os formulados utilizados foram as misturas de grânulos () 4-4-8+0,3% de Zn; (2) 4-4-8+3% de Ca+8% de S, e (3) 4-4-8+4% de Ca+% de S, e o formulado na forma de mistura granulada (4) 8-28-6+0,3% de Zn. As coletas foram realizadas com o reservatório cheio e após 20; 40; 60; 80 e 00% da saída do fertilizante. A segregação física dos componentes ocorreu tanto na mistura de grânulos como na mistura granulada, e as maiores porcentagens de particulados ficaram retidas nas peneiras de malha 2,0 e 0,5 mm. Esta foi intensificada pelo deslocamento da semeadora-adubadora. Quanto à segregação química, foi observada alteração na distribuição dos nutrientes ao longo da linha de aplicação, principalmente para o Zn. Com as trepidações da semeadora-adubadora e o rebaixamento do depósito de fertilizantes, ocorre segregação física e química; as partículas menores são depositadas no início, e as maiores, no final do processo.Palavras-chave adicionais: fertilizantes; adubos químicos; granulado; mistura de grânulos.

Publicado

14/10/2008

Edição

Seção

Zootecnia - Animal Production