Crescimento radicular e absorção de micronutrientes do feijoeiroem razão da calagem

Autores

  • Laerte Marques Silva Universidade Federal de Sergipe
  • Leandro Borges Lemos Faculdade
  • Carlos Alexandre Costa Crusciol Faculdade
  • Gustavo Pavan Mateus Faculdade
  • José Carlos Feltran Faculdade

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2007v35n2p88%20-%20105

Resumo

Apesar da intensa busca por informações sobre a resposta do desempenho produtivo do feijoeiro à aplicação de calcário, pouco se sabe a respeito do comportamento de cultivares quanto ao crescimento radicular e a absorção de micronutrientes. Assim, instalou-se um experimento em condições de casa de vegetação com o objetivo de avaliar a influência do comprimento radicular na absorção de micronutrientes por cultivares de feijão em razão da calagem. O experimento foi realizado em vasos com 3 dm3 de solo, em condições de casa de vegetação, até 43 dias após a emergência das plantas. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, num esquema fatorial 4x4, sendo quatro níveis de calcário (0,0; ,59; 3,8 e 4,48 t ha-) e quatro cultivares de feijão (Campeão , Carioca, FT-Bonito e Pérola), com quatro repetições. Na ausência de calagem, a cultivar Pérola apresenta maior capacidade de absorção de Cu, Fe e Zn. Com o aumento das doses de calcário, a cultivar Carioca apresenta maior acúmulo de Cu, Fe e Zn na parte aérea. A calagem promove aumento na absorção do Cu e Mn pelas raízes em todas as cultivares de feijão. Sob alta disponibilidade de micronutrientes, as cultivares de feijão reduzem a eficiência na produção de matéria seca por unidade de micronutriente absorvido. Palavras-chave adicionais: Phaseolus vulgaris, cultivares, níveis de calcário, sistema radicular, micronutrientes.

Edição

Seção

Melhoramento Genético Animal - Animal Breeding