Silício na mitigação dos estresses por deficiência de manganês e pelo déficit hídrico em mudas pré-brotadas de cana-de-açúcar

Autores

  • Gelza Carliane Marques Teixeira Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)
  • Antonio Márcio Souza Rocha Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)
  • Kamilla Silva Oliveira Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)
  • Marcilene Machado dos Santos Sarah Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)
  • Antonio Santana Batista de Oliveira Filho Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)
  • Renato de Mello Prado Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)
  • Luiz Fabiano Palaretti Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2020v48n2p170-187

Resumo

Foi realizada revisão bibliográfica sobre os benefícios do silício (Si) em atenuar estresses a nível fisiológico e nutricional em mudas pré-germinadas (MPB) de cana-de-açúcar submetidas aos estresses por deficiência nutri­cional e por déficit hídrico. Ficou evidente que o Si pode ser utilizado para amenizar os danos causados pela deficiência de micronutrientes, como o manganês (Mn), porque diminui os danos causados pelo estresse e incrementa o acúmulo de massa seca. E ainda, que o Si pode potencializar as adubações com Mn, aumentando a resposta das plantas mesmo na suficiência do micronutriente, porque atua em locais semelhantes ao Mn no metabolismo das plantas. Também foi demonstrado que o fornecimento de Si na fase de formação de MPB ou depois do transplantio via fertirrigação, proporciona efeitos benéficos que contribuem para manter o conteúdo de água no tecido foliar e diminuir os danos causados pelo déficit hídrico, proporcionando maior produção de massa. E isso ocorre, mesmo quando as mudas são submetidas a diferentes intensidades de déficit hídrico, na fase inicial de desenvolvimento e na rebrota da soqueira, em espécies de cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L. e Saccharum spontaneum L.) diferentes quanto à tolerância à seca e quando cultivadas em dife­rentes tipos de solo. Em conclusão, o fornecimento de Si em MPB de cana-de-açúcar deve ser considerado uma nova estratégia de manejo nos sistemas de produção porque pode aumentar a tolerância à diversos estresses e assim, aumentar a produtividade das áreas destinadas ao cultivo de cana-de-açúcar.

Biografia do Autor

Gelza Carliane Marques Teixeira, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)

Mestra, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Departamento de Ciências da Produção Agrícola, Setor de Solos e Adubos, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, 14884-900, Brasil, gelzacarliane@hotmail.com

Antonio Márcio Souza Rocha, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)

Mestre, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Departamento de Tecnologia, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, 14884-900, Brasil, antoniomarcio.sr@gmail.com

Kamilla Silva Oliveira, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)

Mestra, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Departamento de Ciências da Produção Agrícola, Setor de Solos e Adubos, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, 14884-900, Brasil, millah_oliveira15@hotmail.com

Marcilene Machado dos Santos Sarah, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)

Mestra, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Departamento de Engenharia Rural, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, 14884-900, Brasil, marcilene.m.sarah@gmail.com

Antonio Santana Batista de Oliveira Filho, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)

Engenheiro-Agrônomo, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Departamento de Ciências da Produção Agrícola, Setor de Solos e Adubos, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, 14884-900, Brasil, a15santanafilho@gmail.com

Renato de Mello Prado, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)

Doutor, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Departamento de Ciências da Produção Agrícola, Setor de Solos e Adubos, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, 14884-900, Brasil, rm.prado@unesp.br

Luiz Fabiano Palaretti, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)

Doutor, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Departamento de Engenharia Rural, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, 14884-900, Brasil, luiz.f.palaretti@unesp.br

Publicado

29/06/2020

Edição

Seção

Solos e Nutrição de Plantas - Soils and Plant Nutrition