Interferência do sombreamento no desempenho de genótipos de <em>Stylosanthes guianensis</em>

Autores

  • Carla Cristina Muzeti Lázaro
  • Lina Maria Ramos
  • Teresinha de Jesus Deléo Rodrigues
  • Alberto Cargnelutti Filho
  • Danísio Prado Munari
  • Maria Lidia Stipp Paterniani

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2009v37n1p1%20-%208

Resumo

O objetivo deste trabalho foi verificar a interferência de três níveis de sombreamento (sem sombrea­mento; 30% e 50%) no desempenho de nove caracteres de crescimento, em cinco genótipos de Stylosanthes guianensis. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, e aos 60 dias após o início do experimento foram mensurados os caracteres: altura de planta, número de ramos, de folhas e de nódulos, área foliar, comprimento de raiz, massa seca de ramos, de folhas e de raiz. Os genótipos vulgaris cv. Cook, vulgaris cv. Pucallpa, canescens CPAC 4227 e vulgaris CPAC 4323 apresentaram maiores valores para os caracteres estudados, em relação à vulgaris cv. Mineirão, sendo melhor seu desempenho em 30% de sombreamento. Há variabilidade de resposta ao sombreamento entre os genótipos. As correlações fenotípicas significativas (P≤0,05) foram sempre positivas, independentemente dos níveis de sombreamento, exceto entre número de nódulos e altura de planta. Os coeficientes de correlação entre as características variaram em magnitude conforme as condições de sombreamento.

Palavras-chave adicionais: Stylosanthes; leguminosa forrageira; incidência luminosa; melhoramento vegetal.

Edição

Seção

Melhoramento Genético Animal - Animal Breeding