Desempenho de híbridos de melão-rendilhado cultivados em substrato

Autores

  • Hamilton César de Oliveira Charlo xxx
  • Renata Castoldi
  • Pablo Forlan Vargas
  • Leila Trevisan Braz

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2009v37n1p16%20-%2021

Resumo

Este trabalho teve por objetivo avaliar a produtividade de melão-rendilhado, utilizando fibra da casca de coco e fertirrigação. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com cinco cultivares e quatro repetições. Cada parcela foi constituída por seis plantas onde foram avalia­das as quatro centrais. Os híbridos avaliados foram: Maxim, Louis, Fantasy, Shinju 200 e Bônus no 2. A semeadura foi realizada em bandejas de poliestireno expandido, com 128 células, contendo subs­trato comercial Plantmax Hortaliças®. Treze dias após a semeadura, foi transplantada uma muda de melão por vaso, dispostos no espaçamento de 1 m entre linhas e 0,5 m entre plantas. O cultivo de melão foi feito em regime de hidroponia aberta, em vasos plásticos, preenchidos com fibra da casca de coco comercial Golden Mix® Misto 98. A colheita foi realizada 95 dias após o transplante. Para as características de produção, avaliaram-se a produção por planta; os diâmetros transversal e longitu­dinal do fruto; o rendilhamento da casca; os diâmetros transversal e longitudinal do lóculo e a produti­vidade. Embora os híbridos Shinju 200 e Maxim não tenham diferido de Fantasy e Louis para a pro­dutividade, apresentaram pH e sólidos solúveis inferiores, sendo que tais características são as prin­cipais para a comercialização e aceitação dos frutos pelos consumidores. Com base no exposto, conclui-se que os híbridos Fantasy e Louis são os mais indicados para o cultivo em fibra da casca de coco com fertirrigação.

Palavras-chave adicionais: Cucumis melo L.; produtividade; fertirrigação; qualidade.

Edição

Seção

Melhoramento Genético Animal - Animal Breeding