Influência do espaçamento entre plantas em características agronômicas de dois genótipos de soja-hortaliça de ciclo tardio em Jaboticabal-SP

Autores

  • Renata Castoldi xxx
  • Hamilton César de Oliveira Charlo xxx
  • Pablo Forlan Vargas xxx
  • Leila Trevizan Braz xxx
  • Mercedes Concórdia Carrão-Panizzi xxx
  • José Lindorico de Mendonça

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2009v37n2p61%20-%2066

Resumo

Este trabalho teve por objetivo avaliar a influência do espaçamento entre plantas, em algumas ca­racterísticas agronômicas de dois genótipos de soja-hortaliça de ciclo tardio, em Jaboticabal-SP. O experimento foi conduzido em campo, no período de 15-09-2005 a 10-01-2006, em área experimental do Setor de Olericultura e Plantas Aromático-Medicinais, pertencente ao Departamento de Produção Vegetal, nas dependências da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV-UNESP), Câm­pus de Jaboticabal-SP. O delineamento experimental adotado foi o de blocos ao acaso, em parcelas subdivididas, sendo os tratamentos constituídos de dois genótipos e três espaçamentos entre plantas, adotando-se, nas parcelas, os genótipos e, nas subparcelas, os espaçamentos entre plantas. Foram realizadas quatro repetições por tratamento. Cada parcela experimental foi constituída por quatro linhas de 4,5 m de comprimento, com 0,05 m; 0,10 m e 0,15 m entre plantas e 0,60 m entre linhas, sendo consideradas para avaliação 20 plantas por parcela, das duas linhas centrais. Para a formação das mudas, utilizou-se do sistema de semeadura em bandejas de poliestireno expandido, com capa­cidade para 128 células, contendo substrato Plantmax Hortaliças® HT®, colocando-se uma semente por célula, já inoculada na proporção de 500 gramas de inoculante, que contêm Bradyrhizobium spp, para cada 50 kg de sementes. As mudas foram transplantadas aos 10 dias após a semeadura. Avali­aram-se os genótipos JLM003 e JLM018 quanto às características: altura de inserção da primeira vagem, número médio de vagens por planta, número médio de sementes por vagem, massa fresca de vagens por planta, massa fresca de 100 sementes; produtividade por planta (g) e produção total estimada de grãos imaturos. Com base nos resultados obtidos, conclui-se que, dentre os genótipos avaliados, o melhor para a produção de soja-hortaliça é o JLM003, por apresentar grãos maiores e boa produção e produtividade, e o melhor espaçamento entre plantas é o de 0,15 m.

Palavras-chave adicionais: Glycine Max; densidade; qualidade; produtividade.

Edição

Seção

Melhoramento Genético Animal - Animal Breeding