Tamanho da semente e acúmulo de fitomassa seca de folhas de alface hidropônica em duas épocas de cultivo

Autores

  • Betânia Brum Universidade Federal de Santa Maria
  • Sidinei José Lopes Universidade Federal de Santa Maria
  • Lindolfo Storck Universidade Federal de Santa Maria
  • Tatiani Reis da Silveira Universidade Federal de Santa Maria
  • Marcos Toebe Universidade Federal de Santa Maria
  • Paula Machado dos Santos Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2011v39n1/2p65%20-%2068

Palavras-chave:

Lactuca sativa L., variáveis físicas de semente, crescimento da planta

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do tamanho da semente sobre a produção de fito­massa seca de folha (FSF) de plantas de alface sob cultivo hidropônico. Foram realizados dois expe­rimentos: um na primavera/verão (2004/2005) e outro no outono/inverno (2005). Foram fotografadas 400 sementes e medida a área das mesmas no programa Sigma Scan Pro v. 5.0, Jandel Scientific, antes do plantio em hidroponia. Em seguida, as sementes foram classificadas, de acordo com a área de cada uma, em: pequenas (1,91 a 2,77 mm2) e grandes (3,15 a 4,32 mm2). A coleta das plantas para a avaliação da produção de fitomassa seca de folha teve início no primeiro dia após o trans­plante (DAT) em plantas com cinco folhas, e o término quando as plantas estavam na fase de alon­gamento do pendão floral, aos 50 DAT, na primavera/verão e 70 DAT no outono/inverno. Diaria­mente, foram coletadas duas plantas, uma oriunda de semente pequena e uma de semente grande, respectivamente, para a quantificação da fitomassa seca da folha (FSF). Foram ajustadas equações polinomiais de segundo grau para a produção de FSF no tempo (DAT), de cada tamanho de semente nas duas épocas de cultivo. Após, foram calculados os limites inferior (LI) e superior (LS) dos inter­valos de confiança (p=95%), bem como a diferença entre os limites inferiores e superiores entre os modelos. Plantas provenientes de sementes maiores apresentam maior produção de fitomassa seca de folha do que as de sementes pequenas durante todo a ciclo nas duas épocas de cultivo. 


Biografia do Autor

Betânia Brum, Universidade Federal de Santa Maria

Betânia BrumBolsista de Doutorado do CNPq Graduada em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria-RS em 2006. Mestre em Agronomia, pela mesma instituição. Atualmente é doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Agronomia-UFSM, desenvolvendo atividades no Setor de Experimentação Agrícola. Tem experiência na área de produção vegetal, com ênfase em Técnicas experimentais, atuando principalmente nos seguintes temas: técnicas experimentais em campo, análises de crescimento de plantas e estudo de pressupostos multivariados e de correlações canônicas entre variáveis de plantas e produção.

Sidinei José Lopes, Universidade Federal de Santa Maria

Sidinei Jose LopesBolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2 possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (1990), mestrado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (1993) e doutorado em Agronomia pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiróz", Universidade de São Paulo (2003). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Maria e Chefe do Departamento de Fitotecnia. Tem experiência na área de Experimentação Agrícola, com ênfase em Planejamento de Experimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: técnicas experimentais, estatística experimental, modelos de crescimento e amostragem.

Lindolfo Storck, Universidade Federal de Santa Maria

Lindolfo StorckBolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1C possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (1976), mestrado em Fitotecnia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1979) e doutorado em Agronomia (Estatística e Experimentação Agronômica) pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (1989). Atualmente é voluntário- bolsista de produtividade do cnpq da Universidade Federal de Santa Maria. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Experimentação, atuando principalmente nos seguintes temas: precisão, milho, qualidade, amostragem e delineamento.

Tatiani Reis da Silveira, Universidade Federal de Santa Maria

Tatiani Reis da Silveira Acadêmica do curso de Agronomia com conclusão prevista para o final de 2009. Bolsista PIBIC CNPq do setor de experimentação vegetal, desde março de 2007.

Marcos Toebe, Universidade Federal de Santa Maria

Marcos ToebeBolsista de Iniciação Científica do CNPq Atualmente é bolsista de iniciação cientifica da Universidade Federal de Santa Maria, cursando Agronomia e Administração bacharelado. Foi bolsista durante aproximadamente um ano na area de biologia, quimica e fertilidade do solo, especialmente na area dos macronutrientes, participando do grupo de pesquisa:Ciclos biogeoquímicos e produtividade do solo na UFSM,com linha de pesquisa em Parâmetros da disponibilidade de nutrientes e recomendação de adubação e calagem. Hoje é bolsista IC-CNPq na area de fitotecnia no setor de experimentação vegetal, pesquisando culturas para fins de produção de biodisel, como mamona e crambe, auxiliando também na realização dos ensaios anuais de cultivares de milho precoce e superprecoce do estado do Rio Grande do Sul. Participa também da área de Planejamentos experimentais e estatísticas de precisão em bases genéticas de milho (Zea mays L.)

Paula Machado dos Santos, Universidade Federal de Santa Maria

Paula Machado dos Santos Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (2004) e mestrado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (2006) com com ênfase em Experimentação Agrícola e atualmente pertence ao grupo de pesquisa do Laboratório de Agrotecnologia do Núcleo de Ensaios de Máquinas Agrícolas (NEMA) da Universidade Federal de Santa Maria, bem como, cursa Doutorado em Mecanização Agrícola no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola.

Publicado

13/12/2011

Edição

Seção

Fitotecnia - Crop Production