PHA sintase de Xanthomonas axonopodis pv. citri: influência na patogenicidade e produção de proteína recombinante em Escherichia coli

Autores

  • Julio Cesar BORTOLOSSI
  • Cristiano Barbalho FERREIRA
  • Maria Inês Tiraboschi FERRO
  • Jesus Aparecido FERRO
  • Julio Cezar Franco de OLIVEIRA

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2010v38n1/2p50%20-%2057

Palavras-chave:

PHA sintase, proteína recombinante, mutante, Xanthomonas citri, interação planta-patógeno

Resumo

A enzima PHA sintase atua na síntese de poli-hidroxialcanoatos, que na forma de grânulos intracelu­lares constituem substâncias de reserva da célula e podem, ainda, dar formação a biopolímeros. Um mutante de Xanthomonas axonopodis pv. citri (Xac) foi identificado como tendo a subunidade E da enzima PHA sintase mutada. Este mutante quando inoculado em planta cítrica hospedeira foi capaz de induzir sintomas de cancro-cítrico distinto do que normalmente é observado para a Xac selvagem. Através de inoculação em planta hospedeira o perfil de crescimento da Xac selvagem e da Xac mu­tada na enzima PHA sintase foi avaliado, comparou-se o crescimento dessas bactérias, selvagem e mutante de Xac ao longo da infecção.  As curvas de crescimento revelaram que o mutante de Xac para a enzima PHA sintase cresceu menos que a Xac selvagem nos dois primeiros dias de infecção, contudo, a partir daí não foi encontrada diferença significativa de crescimento entre selvagem e mu­tante, até o período final de infecção, que foi de 14 dias. Visando a estudos estruturais da subunidade E da enzima PHA sintase da Xac, o gene codificador desta proteína foi clonado em vetor de expres­são, e a proteína recombinante foi produzida em Escherichia coli na forma solúvel.

Publicado

17/08/2011

Edição

Seção

Melhoramento Genético Vegetal - Plant Breeding