Faixa de suficiência e definição da posição da folha na avaliação do estado nutricional de pimenta-longa

Autores

  • Paulo Guilherme Salvador Wadt Embrapa Rondônia
  • Lucielio Manoel Silva Embrapa Acre

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2016v44n3p431-438

Resumo

O objetivo deste trabalho foi determinar a faixa de suficiência e definir a folha para avaliação do estado nutricional da pimenta-longa. Inicialmente, foram amostradas folhas de 163 acessos de pimenta-longa do banco de germoplasma da Embrapa. Em cada amostra, foram determinados teores dos nutrientes foliares e depois obtiveram-se as normas CND. A seguir, determinaram-se pelo método CND subconjuntos de plantas nutricionalmente equilibradas para um dado nutriente, do qual se obteve o intervalo de confiança a 95%, considerado este a faixa de suficiência, as quais foram 41,5 a 42,6; 2,3 a 2,4; 14,7 a 15,6; 10,7 a 11,3 e 2,7 a 2,9 g kg-1 para N, P, K, Ca e Mg, respectivamente, e 56 a 59; 100 a 105; 78 a 85 e 9 a 10 mg kg-1, respec­tivamente, para Zn, Fe, Mn e Cu.  No segundo momento, plantas de vinte parcelas experimentais, que receberam a mesma adubação anual, tiveram as folhas totalmente expandidas amostradas, do ápice para a base do galho: P1- primeira folha; P2 – segunda folha; P3- terceira folha e P4, quarta folha. Foram compa­radas as médias e a variabilidade entre as diferentes posições, com base nos teores foliares e índices CND multivariados. Para a maioria dos nutrientes avaliados, não houve efeito da posição de amostragem, sendo que, na posição P1, houve maior concordância entre o estado nutricional determinado pelo CND e pelo método convencional, além de menor variabilidade amostral, sendo esta a posição de amostragem indi­cada.

Biografia do Autor

Paulo Guilherme Salvador Wadt, Embrapa Rondônia

Doutor, Pesquisador da Embrapa Rondônia

Lucielio Manoel Silva, Embrapa Acre

Mestre, Analista da Embrapa Acre

Publicado

18/07/2016

Como Citar

WADT, P. G. S.; SILVA, L. M. Faixa de suficiência e definição da posição da folha na avaliação do estado nutricional de pimenta-longa. Científica, Dracena, SP, v. 44, n. 3, p. 431–438, 2016. DOI: 10.15361/1984-5529.2016v44n3p431-438. Disponível em: https://cientifica.dracena.unesp.br/index.php/cientifica/article/view/794. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Solos e Nutrição de Plantas - Soils and Plant Nutrition