Atributos qualitativos de sementes de algodoeiro hidrocondicionadas em soluções de silício

Autores

  • Rener Luciano de Souza Ferraz Universidade Federal de Campina Grande - UFCG http://orcid.org/0000-0002-9423-4435
  • Marcelo de Andrade Barbosa Universidade Estadual Paulista - UNESP
  • Ivomberg Dourado Magalhães Universidade Federal de Alagoas - UFAL
  • Alberto Soares de Melo Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
  • Maria do Socorro Rocha Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
  • Patrícia da Silva Costa Universidade Federal de Campina Grande - UFCG

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2017v45n1p85-94

Resumo

O algodão é uma cultura de importância social, ambiental e econômica no mundo. Objetivou-se com este tra­balho avaliar atributos qualitativos de sementes de algodoeiro hidrocondicionadas em soluções com diferentes concentrações de silício. O experimento foi realizado no Laboratório de Fisiologia Vegetal da Embrapa Algodão, em Campina Grande-PB, Brasil. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 5x3, sendo cinco concentrações de silício (0; 50; 100; 150 e 200 mg L-1 de Si), três cultivares de algodoeiro (BRS Topázio, BRS Safira e BRS Rubi) e quatro repetições. As avaliações consistiram na quan­tificação de variáveis de germinação, vigor, emergência e índices fisiológicos. O hidrocondicionamento de se­mentes em solução com concentração de 200 mg L-1 de silício promoveu reduções na germinação, no vigor, na emergência e nos índices fisiológicos. Maior taxa de crescimento relativo da parte aérea das raízes da cultivar BRS Safira foi obtida em sementes hidrocondicionadas em solução com 100 mg L-1 de silício.

Biografia do Autor

Rener Luciano de Souza Ferraz, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG

Atualmente é doutorando em Engenharia Agrícola (Irrigação e Drenagem) pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), no Centro de Tecnologia e Recursos Naturais. Possui graduação em Licenciatura em Ciências Agrárias pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Câmpus de Catolé do Rocha - PB (2010). É Mestre em Ciências Agrárias (Agrobioenergia e Agricultura Familiar) pela UEPB em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) (2012). Desempenhou atividade de Monitoria nas Componentes Curriculares: Ecologia Geral (2008.2/2009.2) e Bioquímica (2009.2/2010.2). Bolsista de Iniciação Cientifica (2008/2009 e 2009/2010). Premiado com o melhor trabalho de Iniciação Científica da área de Ciências Agrárias. Foi Tutor a Distancia da Componente Curricular Anatomia e Eco-Fisiologia Vegetal (2011/2013) no Curso de Licenciatura em Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) pelo Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB). Tem experiência em Ciências Agrárias, com ênfase em Estresses Abióticos, Fisiologia de Plantas Cultivadas, Manejo e Tratos Culturais em frutíferas, oleaginosas e bioenergéticas nas condições edafoclimáticas do Semiárido.

Marcelo de Andrade Barbosa, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Doutorando em Agronomia (Ciência do Solo) pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Câmpus de Jaboticabal - SP, onde também concluiu em julho de 2015 o curso de Mestrado. É Graduado em Ciências Agrárias pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Foi bolsista de Iniciação Científica do CNPq por dois anos consecutivos, correspondente ao período (2011/2012) e (2012/2013). Estagiou na empresa Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) como monitor do Arco- Agroextrativismo. Realizou estágio docente na Escola Agrotécnica do Cajueiro- EAC, ministrando as disciplinas manejo e conservação do solo e fertilidade do solo e nutrição mineral de plantas. Desempenhou atividade de monitoria nos componentes curriculares Agricultura Geral (2011.2/ 2012.1) e Fertilidade do Solo e Nutrição Mineral de Plantas (2012.2 a 2013.1). Desenvolveu pesquisas científicas na Estação Experimental de Agroecologia no Centro de Ciências Humanas e Agrárias do Campus IV da UEPB, Catolé do Rocha-PB, atuando nas áreas: adubação, nutrição e manejo de irrigação para plantas oleaginosas voltadas a produção de biocombustíveis no semiárido. Atualmente desenvolve pesquisas com atividade enzimática, indicadores biológicos de qualidade do solo e bactérias promotoras de crescimento de plantas

Ivomberg Dourado Magalhães, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Possui graduação em Licenciatura Plena em Ciências Agrárias pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campus de Catolé do Rocha (2010). Mestre em Ciências Agrarias (Agrobioenergia e Agricultura Familiar) pela Universidade Estadual da Paraíba UEPB em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) (2012). Atualmente é doutorando em Agronomia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Alagoas; (UFAL) no Centro de Ciências Agrárias (CECA), Câmpus de Rio Largo - AL. professor estagiario da Escola Agrotécnica do Cajueiro - EAC CCHA/UEPB, Bolsista de iniciação científica (2008/2009 e 2009/2010), monitor nas componentes curriculares Estatistia Experimental e Irrigação e Drenagem na Universidade Estadual da Paraíba UEPB e Coordenador de campus IV do diretorio central dos estudantes (DCE). Tem experiência em Ciências Agrárias, com ênfase em Estresses Abióticos, Fisiologia de Plantas Cultivadas, Manejo e Tratos Culturais em frutíferas, oleaginosas e bioenergéticas nas condições edafoclimáticas do Semiárido

Alberto Soares de Melo, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1994), mestrado em Ciências Agrárias pela Universidade Federal da Bahia (1999) e doutorado em Recursos Naturais pela UFCG (2007). Foi bolsista de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do CNPq e Professor de Fruticultura, Agricultura I e Olericultura na Universidade Federal de Sergipe, lotado no Departamento de Engenharia Agronômica. É professor da Universidade Estadual da Paraíba; atualmente é coordenador e docente do Programa de Pós-graduação em Ciências Agrárias da UEPB/Embrapa Algodão. Tem experiência na área de Agronomia/Engenharia Agrícola, atua nos seguintes temas: Fisiologia de Plantas Cultivadas em Ecossistema do Semiárido, Manejo de Irrigação em Fruticultura Tropical, com ênfase no Uso Eficiente da Água e no Estresse Hídrico

Publicado

09/02/2017

Edição

Seção

Produção e Tecnologia de Sementes - Seed Science and Technology