Propriedades termodinâmicas da adsorção de água de grãos de Coffea arabica L.

Autores

  • Samuel Gonçalves Ferreira dos Santos IF Goiano Campus Ceres
  • Vinicius Gonçalves Almeida Instituto Federal Goiano-Campus Ceres
  • Dennis Ricardo Cabral Cruz Universidade Federal de Goiás
  • Renato Souza Rodovalho Instituto Federal Goiano-Campus Ceres

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2020v48n4p302-310

Resumo

Os grãos de café (Coffea spp.) apresentam longevidade altamente dependente da disponibilidade de água em seu interior, sendo que o incremento do teor de água das mesmas pode prejudicar o armazenamento devido ao provável aparecimento de microrganismos. O estudo das propriedades termodinâmicas proporciona o conheci­mento da afinidade do sorvente pela água e da espontaneidade do processo de sorção, sendo parâmetros de suma importância no processo de secagem, na análise de projetos de equipamentos, processos de preservação e acondicionamento de grãos. Objetivou-se, com o presente trabalho, determinar e avaliar as propriedades ter­modinâmicas em grãos de Coffea arabica, com teores de água de equilíbrio na faixa de 1,91 a 25,34% base seca (b.s.) e atividade de água entre 0,10 a 0,83 (decimal), nas temperaturas de 30, 40, 50 e 60 °C. O calor latente de vaporização, a entropia diferencial e a energia livre de Gibbs aumentam com a redução do teor de água dos grãos. A temperatura isocinética de 498,3433 ± 5,7013 K confirma a compensação química linear entre a entalpia e a entropia diferenciais dos grãos de Coffea arabica, sendo o processo de adsorção dos grãos controlado pela entalpia. A adsorção da água nos grãos de Coffea arabica é um processo não espontâneo.

Publicado

22/12/2020

Edição

Seção

Engenharia Rural/Agrícola - Rural/Agricultural Engineering