Efeito da adubação nitrogenada na produtividade do girassol

Autores

  • Thomaz Figueiredo Lobo FACULDADE DE CIENCIAS AGRONOMICAS DE BOTUCATU - UNESP
  • Helio Grassi Filho FACULDADE DE CIENCIAS AGRONOMICAS DE BOTUCATU - UNESP
  • Hugo Alexandre Coelho FACULDADE DE CIENCIAS AGRONOMICAS DE BOTUCATU - UNESP

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2012v40n1p59-%2068

Palavras-chave:

Helianthus annuus L., rendimento, eficiência do nitrogênio

Resumo

O nitrogênio (N) juntamente com o potássio (K) é o nutriente que mais limita a produção do girassol. O objetivo do trabalho foi avaliar a melhor dose de N para a cultivar de girassol HELIO – 251. Adotou--se a adubação de acordo com a recomendação de adubação para o Estado de São Paulo para todos os tratamentos, com variação somente da adubação nitrogenada configurando um delineamento experimental em blocos casualizados constituído por 5 tratamentos e 4 repetições. Os tratamentos foram: 50 kg ha-1 de N; 70 kg ha-1 de N; 90 kg ha-1 de N; 110 kg ha-1 de N; 130 kg ha-1 de N, foram utilizados como fonte de N a uréia. A melhor dosagem de N para a produtividade de grãos, de óleo e de matéria seca do girassol foi de 100 kg ha-1. O teor de N foliar e o peso de mil grãos aumentaram em função do aumento da dose de N.


Arquivos adicionais

Publicado

17/05/2012

Edição

Seção

Solos e Nutrição de Plantas - Soils and Plant Nutrition