Comprimento radicular e nutrição de cultivares de painço em resposta à calagem

Autores

  • Laerte Marques da Silva Universidade Federal de Sergipe
  • Carlos Alexandre Costa Crusciol UNESP/FCA
  • João Henrique Cruciol
  • Pedro Roberto de Almeida Viegas Universidade Federal Sergipe
  • Alceu Pedrotti Universidade Federal Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2013v41n1p64-72

Palavras-chave:

Panicum dichotomiflorum, nutrientes, raízes, saturação do solo

Resumo

São escassas as informações sobre cultivares melhoradas e técnicas culturais adequadas à cultura do painço. Assim, o objetivo deste trabalho foi estudar o comprimento radicular e a nutrição de culti­vares de painço em resposta à calagem em solo ácido. O experimento foi conduzido em vasos de 13 dm3 de solo, em condições de casa de vegetação, até 44 dias após a emergência das plantas. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 4, ou seja, duas cultivares de painço (AL Mogi e AL Tibagi) e quatro doses de calcário (0,0; 1,67; 2,91 e 4,15 t ha-1), com quatro repetições. A cultivar AL Tibagi tem sistema radicular mais tolerante à baixa saturação por bases do solo. A cultivar AL Tibagi tem sistema radicular mais eficiente na absorção de P, N, Ca, Mg e K em solo ácido. A calagem promove aumento da absorção de P, N, Ca, Mg, e S pelas raízes das cultivares de painço.

 

Biografia do Autor

Laerte Marques da Silva, Universidade Federal de Sergipe

Departamento de Engenharia Agronomica

Carlos Alexandre Costa Crusciol, UNESP/FCA

Departamento de Agricultura

Pedro Roberto de Almeida Viegas, Universidade Federal Sergipe

Departamento de Engenharia Agronomica

Alceu Pedrotti, Universidade Federal Sergipe

Departamento de Engenharia Agronomica

Publicado

02/07/2013

Edição

Seção

Solos e Nutrição de Plantas - Soils and Plant Nutrition