Influência das culturas de cobertura morta e de nitrogênio sobre componentes produtivos do feijoeiro de inverno em sucessão ao milho

Autores

  • Domingos Fornasieri Filho
  • Rogério Nogueira Garcia
  • Flávio Minto Boldieri
  • Disnei Amélio Cazetta
  • José Antônio de Souza Rossato Júnior
  • Robson Vieira Marchiori

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2006v34n1p115%20-%20122

Resumo

Em regiões tropicais de baixa altitude, o desempenho de espécies geradoras de fitomassa para cobertura do solo, nos sistemas de produção envolvendo culturas de milho no verão e feijão no inverno, é de suma importância na implantação e na viabilização do sistema plantio direto. O trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho agronômico do feijoeiro de inverno, em sucessão à cultura do milho, antecedida por espécies produtoras de fitomassa, na presença e na ausência de N em cobertura no feijoeiro. Utilizaram-se como culturas geradoras de fitomassa: Crotalaria juncea (º e 2º anos), Cajanus cajan (º ano), Pennisetum americanum (º e 2º anos), Brachiaria decumbens (º ano), Canavalia brasiliensis (2º ano) e Eleusine indica (2º ano), em cultivo exclusivo e em consórcio (gramíneas e leguminosas) e vegetação espontânea. Verificou-se que a adubação nitrogenada em cobertura no feijoeiro influencia positivamente nos componentes produtivos e na produtividade; resíduos da adubação nitrogenada quando realizada nas doses entre 20 a 50 kg ha-⊃ de N, na cultura antecessora de milho, possibilita incrementos na produtividade do feijoeiro; resíduos da cobertura vegetal, em especial das leguminosas, interferem positivamente, de forma geral, nos componentes produtivos e na produtividade do feijoeiro.Palavras-chave adicionais: Phaseolus vulgaris; adubação verde e química; consórcio; sistema de produção.

Publicado

03/04/2008

Edição

Seção

Zootecnia - Animal Production