Efic&aacute;cia de inseticidas qu&iacute;micos e produtos vegetais visando ao controle de <em>Plutella xylostella</em>

Autores

  • Robson Thomaz Thuler Faculdade
  • Sergio Antonio de Bortoli Faculdade
  • José Carlos Barbosa Faculdade

DOI:

https://doi.org/10.15361/1984-5529.2007v35n2p166%20-%20174

Resumo

O objetivo deste trabalho foi determinar a toxicidade e a CL50 de diferentes inseticidas químicos e produtos vegetais para P. xylostella, utilizando-se de diferentes concentrações dos produtos Organic Neem e Biopirol de origem vegetal; Match e Decis de origem química. Para cada concentração, 5 discos foliares de couve foram pulverizados em torre de Potter SystemÒ. Os discos foram transferidos para placas de Petri, sobre papel-filtro umedecido, colocando-se 2 lagartas de primeiro ínstar sobre as folhas. Foram determinados a viabilidade e o período dos estágios de larva e pupa, razão sexual e CL50. Somente para o inseticida Decis não foi obtida mortalidade de 00% e, portanto, não foi deter­minada a CL50. O período larval foi afetado pelo inseticida Match, e o período pupal não foi influenci­ado. A razão sexual não foi afetada pelos produtos. As CL50 obtidas foram de 0,6474% para Organic Neem; 3,0224% para Biopirol, e 2,52263 mL/00L para o Match. Foi possível concluir que os inseti­cidas vegetais Organic Neem e Biopirol são eficientes para o controle de P. xylostella, assim como o inseticida químico Match, e inferir que a população deste inseto, utilizada no estudo, apresenta indí­cios de resistência ao inseticida Decis (deltametrina). Palavras-chave adicionais: extratos vegetais; azadiractina; lufenuron; deltametrina; extrato pirole­nhoso.

Publicado

02/06/2009

Edição

Seção

Melhoramento Genético Animal - Animal Breeding